Erros mais comuns ao contratar um seguro de auto

Sabemos que o seguro de auto de fato é um excelente investimento, isso porque sabemos que comprar um automóvel é sempre uma enorme conquista para várias pessoas. 

E claro que na maioria dos casos é necessário percorrer um longo caminho, que acaba envolvendo desde uma boa disciplina financeira, até pela escolha do modelo de carro ideal e chegando finalmente aos gastos normalmente. 

O que temos que pensar é justamente no fato de que podemos perder o carro do nada, e isso acaba dando uma dor de cabeça e tanto, justamente por esse motivo é preciso contar com um seguro de carros! 

Porém, alguns cuidados devem ser tomados antes de começar um seguro, veja mais abaixo! 

Saiba erros que devem ser evitados ao contratar um seguro de auto

Erros mais comuns ao contratar um seguro de auto
Erros mais comuns ao contratar um seguro de auto

Na hora de fazermos a cotação para um seguro de auto e posteriormente assinar o contrato, será preciso que fiquemos de olho em certos fatores. 

Sendo assim, abaixo iremos listar os erros mais comuns que acontecem na hora da contratação de um seguro de carros e que você precisa evitar, confira mais: 

Não realizar o dever de casa: deixar de pesquisar sobre as corretoras

Não fazer uma boa pesquisa sobre as corretoras é um erro que muitos clientes acabam cometendo, na verdade, pesquisar antes de fazer qualquer compra é claramente o básico para manter sua vida financeira em ordem.

Sendo assim, antes de decidir verdadeiramente qual seguro irá contratar, procure sempre conhecer as diferentes corretoras que atuam em sua região. 

Além de analisar os preços e as formas de pagamento, avalie o tamanho da cobertura, as ofertas e vantagens, além da reputação do corretor. 

Lembrando ainda, que quando precisar acionar o seguro, então é bem provável que você esteja passando por um determinado momento de estresse. 

Dessa forma, quando precisar acionar esse seguro certamente deverá estar passando por um momento de estresse, e sabemos que nesse cenário, lidar com respostas ruins pode acabar gerando problemas ainda maiores.

Dessa forma, no momento de conversar diretamente com os corretores para finalmente buscar o seguro ideal, então pergunte tudo, e além disso, verifique com os ex-clientes da seguradora se realmente vale a pena.

Além disso, você ainda pode usar a internet para pesquisar o nível das reclamações pendentes sobre a seguradora, e ainda avaliar as respostas e soluções ofertadas por ela.

Não tentar entender tudo sobre o valor da franquia

Geralmente um seguro de carro acaba sendo contratado através de um pagamento anual que pode ou não ser transformado em mensalidades.

Porém, esse certamente não é o único valor que você deverá desembolsar quando precisar acionar a seguradora. 

Um bom exemplo é que em casos de batidas, por exemplo, deve ser preciso fazer o pagamento da franquia, sendo que o valor deve ser previamente acertado no contrato, desde que suas condições sejam especificadas desde o início.

Nesse instante você precisará ficar completamente atento, justamente porque existem franquias ainda mais caras que o valor do seguro em si.

A pessoa não dimensiona corretamente a cobertura

Claramente no contrato do seguro de auto, devem estar perfeitamente descritas exatamente em quais circunstâncias a seguradora precisará fazer o pagamento ou reembolso principalmente referente a gastos com certas eventualidades e com serviços presentes no pacote.

Procure lembrar-se ainda, de conferir totalmente o setor que diz respeito a exclusões em seu contrato, é justamente lá que a seguradora acaba listando situações em que a pessoa não se vê obrigada a prestar assistência.

Quando a pessoa não define corretamente o condutor principal

Erros mais comuns ao contratar um seguro de auto
Erros mais comuns ao contratar um seguro de auto

Um erro relativamente comum na hora de fazer um seguro de auto diz respeito a hora de contratar um seguro de automóvel e não entender como funciona a questão da condução dividida. 

Neste caso devemos saber como listar o condutor principal, aqui entra a questão da idade, sendo que a pessoa mais nova passa a ser considerada responsável pelo carro.

Não colocar cobertura para condutores em idade de risco

Uma situação muito comum em famílias brasileiras, é justamente quando os pais acabam usando o veículo nos dias da semana e nos finais de semana repassam a chave para filhos com idade entre 18 e 25 anos. 

Claro que há um problema aqui, justamente porque a faixa etária entre 18 e 25 anos é considerada de risco, visto que a grande parte dos acidentes tendem a acontecer com pessoas desse perfil.

Obviamente é justamente por isso que o seguro acaba cobrando um pouco mais a parte por essa cobertura.

Nesse caso, existe a necessidade de colocar a pessoa como motorista adicional, sendo que o tempo usado pelo jovem não pode passar de 15% do tempo total.

Não falar a verdade no momento de fazer o contrato

Veja bem, as seguradoras tendem a ser muito pragmáticas no momento de elaborar esses contratos.

Geralmente isso ocorre porque as mesmas estabelecem o valor do serviço e da franquia de acordo com os perfis e hábitos de consumo dos segurados em questão.

Sendo assim, é justamente por esse motivo que um condutor adicional em idade de risco acaba encarecendo esse seguro de carros, da mesma forma que o fato de usarmos o veículo no período noturno ou ainda trabalharmos e andarmos em bairros afastados.

Nesse momento a tentação é omitir certos detalhes e informações, tudo para diminuir o rombo no orçamento.

Saiba, porém, que o problema nesse caso de seguro de auto é que no momento de acionar o serviço você seja acionado judicialmente por fraude. 

Sendo assim, é mais fácil ficar com a consciência mais tranquila no momento de oferecer as informações solicitadas da forma correta, garantindo assim que seu seguro de carros possa ser usado em qualquer situação.

Sempre mantenha seus dados atualizados, e lembre-se que ao pagar corretamente e em dia seu veículo estará assegurado e você não precisará se preocupar com possíveis sinistros ou até mesmo roubo de veículo.

Lembre-se que esse é o momento de garantir que seu bem esteja assegurado e você tenha total assistência quando for necessário.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp